De 1997 a 2005,o número de estudantes indigenas cresceu 20 vezes.De 100 saltou para dois mil alunos,de acordo com a coordenação geral de educação(cge/Funai).Os números não saõ precisos, mas a dimensão aproximada já dá uma ideia.Essa inclusão acelerada esbarrou na falta de interesse das istituições responsáveis pela educação dos índios.Aproxímadamente 60% desses alunos são levados a deixar de lado os estudos por falta de apoio.Normalmente eles precisam de habitação, alimentação,transporte e ajuda para aquisição de material escolar-necessidades mas freguentes dos alunos que vivem em terras indigenas distantes dos centros urbanos.Na tentativa de amenizar a evazão do ensino superior e viabilizar a formação desses estudantes, a Funai disponibiliza uma verba mensal de apoio,que varia de acordo com as necessidades de cada aluno e convênio,Porém a realidade é outra si existe não chega ao suporte dos estudantes,á Funai destroi qualquer possibilidade de um índio chegar ao ensino superior ou qualquer outro,negando qualquer tipo de ajuda,até mesmoum pouco de solidariedade.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here