MAIS UMA MORTE VIOLENTA EM OLIVENÇA/ILHÉUS/BAHIA (FEVEREIRO/2014) E NOVAS TENTATIVAS DE CRIMINALIZAR O POVO TUPINAMBÁ.
POR ISTO SOLICITAMOS: DEMARCAÇÃO DO T.I. TUPINAMBÁ JÁ! O GOVERNO NÃO PODE ADIAR MAIS ESTA DECISÃO.A mídia local e parte da nacional, bem como os ruralistas, só fazem aumentar os conflitos em Olivença/Ilhéus/Bahia – Território Indígena Tupinambá. Agora querem colocar em conflito a Comunidade Indígena contra os Trabalhadores Rurais da região, históricos aliados na luta pela terra.

A morte violenta de uma das lideranças dos Trabalhadores Rurais local nesta semana (entre os dias 11 e 12/02/2014) está sendo atribuída pela mídia e ruralistas, antes de qualquer apuração policial, à Comunidade Indígena. Estes setores logo trataram de criminalizar os Tupinambá e dois de seus Caciques pela morte.

Fica evidente que os ruralistas e parte da imprensa querem colocar em conflito os Trabalhadores Rurais e a Comunidade Indígena local.

REPUDIAMOS ESTA ATITUDE DE FORMA ENERGICA E DESEJAMOS A APURAÇÃO DESTE CRIME CONTRA A LIDERANÇA DOS TRABALHADORES RURAIS!

Voltamos a ressaltar que, na nossa opinião, o Povo Tupinambá sempre respeitou a heroica luta dos Trabalhadores Rurais pela terra, bem como de suas organizações como o Movimento dos Sem Terras – MST. Até porque somos também contrários a exploração feita pelos ruralistas e como resultado acabamos perseguidos pelos mesmos, difamados pela mídia e reprimidos pelo estado.

Ao invés de oficializar a demarcação territorial o atual governo e seu Ministro da Justiça propositalmente não homologam o Relatório da FUNAI de 2009 demarcando o Território Tupinambá. Ao contrário, atendendo solicitações do governador do Estado da Bahia, claramente contra a demarcação e favorável aos ruralistas, enviaram nesta semana (fevereiro/2014) o exército para região.

Pensamos que esta atitude irá aumentar o quadro de conflitos. Assim tanto o governo federal, como o estadual e a justiça são co-responsáveis pelo aumento da violência em Olivença.

Pelas notícias que acompanhamos diariamente através da mídia o atual governo e seu Ministro da Justiça, com apoio do govenador da Bahia, desejam sucatear a FUNAI e transferir para o Ministério da Agricultura (histórico aliado da Confederação Nacional da Agricultura – CNA) os estudos e a formulação dos relatórios demarcatórios, produzindo a anulação dos relatórios já feitos e a revisão das terras demarcadas. Junto com esta alteração o governo procura aprovar a PEC 215 (que transfere para o congresso a decisão sobre demarcação), como é o caso da PLP 227, e tornar definitiva a Portaria 303 da Advocacia Geral da União – AGU (que transforma os Territórios Indígenas e verdadeiros Estados de Sítios).

Por estas razões solicitamos o apoio de todos, incluindo dos Trabalhadores Rurais e do Movimento dos Sem Terra – MST, nos seguintes posicionamentos:

– PELA UNIÃO DOS TRABALHADORES RURAIS E POVOS INDÍGENAS!

– A IMEDIATA OFICIALIZAÇÃO DA DEMARCAÇÃO DO TERRITÓRIO INDÍGENA TUPINAMBÁ DE OLIVENÇA PELO GOVERNO E JUSTIÇA FEDREAL

– O FIM DAS INJUSTAS “REINTEGRAÇÕES” DE POSSE

– O FIM DA VIOLÊNCIA, PERSEGUIÇÃO, CRIMINALIZAÇÃO DO POVO TUPINAMBÁ

– A NÃO APROVAÇÃO DA PEC 215

– A REVOGAÇÃO DA PLP 227

– A REVOGAÇÃO DA PORTARIA 303 DA AGU

– O NÃO SUCATEAMENTO DA FUNAI E ALTERAÇÃO DO PROCESSO DE DEMARCAÇÃO

– A DEMARCAÇÃO DE TODOS TERRITÓRIOS INDÍGENAS E GARANTIAS AOS TERRITÓRIOS JÁ DEMARCADOS

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here