30 de setembro.
Fomos na Escola secundaria Nossa Senhora da Providência na cidade de USSEL. Nossa campanha foi apresentada para mais de 60 alunos e professores. A palestra foi ótima e as perguntas muito pertinentes. A escola se comprometeu a tentar fazer uma coleta de doações entre seus alunos para repassar maquinas de fotos digitais para os indígenas.
Depois fizemos um tour pela escola e vimos os laboratórios de ciências: química; física; eletricidade e tecnologia, e almoçamos com os professores.

Pela tarde fomos ao Centro Cultural de TULLE – LATREILLE – onde um grande grupo de crianças, jovem e adultos formaram conosco uma roda para intercambiar visões, conhecimentos e práticas.

No dia 1 de outubro
Passamos a manhã visitando uma família que VIVE ECOLOGICAMENTE criando peixes (trutas e outros) e cultivando frutas, legumes e cereais. Com banheiro seco e com tratamento de água. Pescamos nosso alimento e tomamos banho de cachoeira.

Pela tarde e noite fomos no F.J.T de TULLE (casa de hospedagem para 64 jovens trabalhadores) com quem fizemos um importante intercambio que poderá servir para a organização da Escola Esperança da Terra. Jantamos com os jovens e com os animadores, conversamos bastante.

No dia 2 fomos investir nossa manhã numa escola da cidade de OBJAT… Um Liceu onde os jovens se profissionalizam em paisagismo e produção agrícola.

De noite fomos numa outra a F.J.T de GUERET (chamada Allende em honra a Salvador Allende de Chile) onde alem dos jovens muitas pessoas do bairro foram conversar com nós.

No dia 3, iniciamos a manhã com entrevista em uma radio de LIMOGE: RCF (Radio Chretiennes en France) www.rcf.fr

Depois fomos em outro Liceu, escola para jovens de 15 a 18 anos, desta vez profissionalizante na área da construção (pedreiro, pintor, encanador…).

Um professor falou assim: Aqui na escola tem alunos de 22 nacoes..agora com voces aqui…somos em 23..sejam bemvindos!!

Pela tarde fomos numa Universidade em LIMOGE…e conversamos com os Mestrando em Direito Ambiental.
Foi muito interessante responder aos interesses dos estudantes que queriam saber as opiniões de nós índios sobre: O ridículo projeto de querer transpor o Rio São Francisco; Os problemas das Hidroelétricas que estragam as terras e a vida dos índios; A visão dos indígenas sobre as mudanças climáticas; Ficaram alarmados quando souberam que Pingüins chegaram ate o Nordeste; A Bio-Pirataria, praticada no Brasil, principalmente, em relação as ervas medicinais que são do conhecimento dos Povos Indígenas, também, demonstraram saber, sobre a imagem que a mídia mostra dos índios não é de acordo a realidade mas, sim aos interesses dos poderosos que querem continuar a usufruir a terra dos índios.

O professor colocou um bom exemplo para refletir: A Franca compra SOJA TRANSGENICA do Brasil para alimentar as vacas – Propomos comer menos carne de vaca para assim contribuir com a preservação da Natureza – Interpeladas sobre Lula, nós indígenas falamos que seria melhor que ele tivesse a mesma coragem que Evo Morales.

A TV FR3 (TV publica) da regiao nos entrevistou e passou duas vezes na TV nacional nos noticiarios!

A Campanha da Paz continua com seu dialogo intercultural, aproximando povos diferentes, ouvindo palavras de incentivos, demonstração de solidariedade, e uma consciência planetária de fazer o melhor para o mundo…

LEIA as outras matérias sobre a TURNEE

1 e 2 dia na FRANCA

CHEGAMOS NA FRANCA

Europa: TERRA A VISTA!

29 de setembro na FRANCA

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Queridos amigos Yakuy, Atia, Ayra, Sebastian
    Eu não tive a oportunidade para lhe contar adeus ontem, também eu lhe escrevo lhe agradecer para ter vindo nos ver em Bellac e lhe falar que eu estava muito contente para o conhecer.
    Eu lhe desejo uma continuação boa em sua viagem na Europa e em suas lutas para o reconhecimento de seus direitos.
    Nathalie, Administrador da escola secundária Profissional de Bellac

  2. Caros parentes, sinto muito por não poder ir com vocês a essa importantissima viagem à Europa em busca de apoio Às causas Indigenas do Brasil, principalmente do Nordeste, pois na data estavamos em Brasilia para julgamento de Nulidade de Titulos do território Pataxó Hã hã hãe, mas acredito que vocês estão falando em nome de todos, pois a nossa causa é uma só.
    Acredito muito nos franceses, pois conhecir Chantal e vir nela um síncero compromisso para com a nossa causa, também confio muito em Sebastian que muito faz por nós índios, estou acompanhando a TURNEE de vocês pela Europa através do nosso SITE e vejo que estão sendo bastante acolhidos por essas pessoas que são bastantes irmãos e solidários a nossa luta.
    São pessoas como vocês que fazem a diferÊncia pela nossa causa, por isso que peço a TUPÃ proteção e sabedoria a todos vocês que os nossos ideiais sejam alcançados em virtude da nossa vitória!!!

    Att: Akanawna Baênã Hã hã hãe
    Cacique

  3. Acredito que as causas indigenas estão muito longe de serem
    resolvidas, mesmo assim todos do grupo estão de parabéns pela inicitiva de
    irem a muito longe e representar o que temos de maior riqueza em nosso país que é a nossa cultura.

  4. Olá! Meu nome é Walter e eu trabalhava em FJT de Guéret, que acolheu a delegação do Nordeste indiano Oct. 2. Uma reunião fantástico com Yakuy , Atia e Ayra e, naturalmente Sebastian, muito gratificante e vai usada para saber a sua luta aqui na França e na Europa! Estamos a 100% solidário com você!

    Desculpem a cometer erros se existir, mas eu tentei escrever através de um tradutor francês portugais

  5. parabens estou gostando de ver que sempre que vocês entram em um sala sempre esta lotada
    isso mostra que a nossa luta pela as causas indigenas está sendo apoiada pelos Francêses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here