O concreto cresce com força sobre os solos que são sagrados,envenenando a vida que brota da terra,assim como
o ser humano que se deixa dominar pelo consumismo e individualismo ,destrói a si próprio ,poluindo o pulsar da vida em seu coração , servindo a um ”sistema” que não sabe respeitar as diferenças.Onde ”máscaras” escondem a essência do homem ,a omissão mata ,vozes são abafadas na multidão,vidas são roubadas e a verdade é silenciada por ser uma ameaça.

Foto do antigo Cacique da Itarypú Joaquim Karaí Benites ferido no incêndio do dia 18 de julho de 2008

Foto:CCOB

Na tarde de ontem ,dia 13 de setembro de 2008 os Mbyá Guarani reinauguraram o aldeamento Tekoha Itarypú :ita pedra/ry:água/pú:barulho=Barulho da água do mar batendo nas pedras ,atual ” Mboy ty” :aldeia de sementes”, em Camboinhas, Niterói -RJ, depois de quase dois meses do incêndio criminoso.
Com a ajuda e o apoio de simpatizantes da causa indígena,indígenas de outras etnias,o CESAC – Centro de Etno-conhecimento Sócio-cultural e Ambiental CAUIERÉ que está desde o inicio na luta em defesa dos sambaquis.

Foto:Paula Faria
A inauguração do Centro de Cultura Guarani de Camboinhas, contou com apresentação do coral guarani de crianças ,oficinas diversas, presença de parentes de outras etnias,um pajé Guajajara(Tenetehára) do Maranhão, uma cerimônia em volta da fogueira e dança de guerreiros, “Xondaro”.A inauguração do aldeamento foi muito bonita, de muita paz ,emocionando a todos.A programação foi :15h – Abertura das Festividades de Reinauguração da Aldeia Guarani de Camboinhas – Lançamento do Centro de Cultura Guarani Mbyá de Camboinhas – Apresentação do Coral Guarani de crianças.15h30h – Apresentação da culinária Guarani.16h – Oficinas Guarani: escultura em madeira, artesanato, pintura corporal, pintura em tecido, visitação à Oca familiar.17h- Demonstração da construção de uma Oca, demonstração de arco e flexa17h30- Apresentação do coral das Crianças e jovens18h- Acender da fogueira, Mborai-ete-i (canto do pajé) e cerimônia na Casa de Reza 18h30 – Fala do jovem Guarani de 29 anos Darci Tupã atual cacique, de artistas e convidados.19h – A atriz Priscila Camargo conta Histórias Guaranis e a cantora Nedir Cândida canta Villa Lobos 19h30 – Xondaro (dança dos guerreiros), encerrando a cerimônia.Porem nem tudo é festa, a construtora Pinto de Almeida quer construir prédios em cima dos sambaquis da região onde estão os Guarani e está questionando judicialmente a extensão do Parque Estadual da Serra da Tiririca.Enquanto isso os Guarani estão lutando pela permanência e demarcação da Área do Aldeamento Guarani em Camboinhas.

Parentes faço um apelo a todos vocês de todo o Brasil.São muitas as formas de ameaça aos povos originários.A pior delas não é aquela que ataca diretamente ,mas sim aquela que vai atacando devagar, impondo aos pouco coisas a nossos parentes.Atropelando seus sentimentos e suas tradições.Bebidas alcoólicas por exemplo,no começo não parece ameaça mais a partir do momento que se permite a entrada delas em aldeias é como abrir a porta para o mal.Quantos são os parentes hoje nesse vício que muitas vezes os leva até mesmo ao suicídio?.Vivemos hoje em um mundo cheio de armadilhas para todos, por isso todo cuidado é pouco.Quantos são aqueles que tentam usar nossos parentes , se aproveitar, enganar?.É preciso cuidar dos jovens pois eles serão o futuro e eles precisam estar prontos para lutar contra os males que ainda estão por vir,então parentes estejam sempre alerta pois a partir do momento em que se ‘’ baixa a guarda’’ muitos males entram e tentam se instalar, como uma doença que se instala no nosso sistema imunológico.Há muita poluição nessa sociedade,se não cuidarmos de nosso futuro hoje ,eu não sei o que esperar do amanhã.

Esses depoimentos me fazem lembrar da bisavó da minha mãe que era
Tupinambá da região de Itaipu(Observação:antes Camboinhas era parte de Itaipu),que também muito sofreu e faleceu em um conflito.Tentam esconder a história mas não conseguem,a cada depoimento dado,ressurge com mais força e através dessa ”teia” que vai sendo construída com depoimentos e memórias,novas verdades históricas irão surgindo pois a fala dos mais velhos(tamoios ou tamuyas) ecoa pela eternidade, não há vento que derrube,nem concreto que destrua sua verdade e no ciclo da vida, o passado que está presente diante de nós é que fara o nosso futuro,isso minha avó aprendeu com a mãe dela, que por sua vez aprendeu com a mãe dela.A história oral é passada de geração a geração.Quando minha avó faleceu prometi a ela que iria continuar a passar seus ensinamentos e que não deixaria que tirassem as minhas raizes.Da minha avó Emilia lembro de suas ervas para curar, trabalho que fez durante toda sua vida, de seus cantos e rezas ,de suas palavras,da grande força que ela passava ,de seu desejo por justiça,de sua humildade ,sua alegria e suas mãos e coração firmes junto a seus pés no ”coração da terra” (Yvy Kuraxô)como dizem os Guarani.

“Arrancaram nossos frutos, cortaram nossos galhos, queimaram nosso
tronco, mas não puderam matar nossas raízes” (Popol Vuh)

Que Tupã e Nhanderu etê proteja a todos dos males ,principalmente daqueles que tentam se aproveitar e da violência !

Renata Tupinambá – Niterói -RJ (Brasil)
renata.machado.rj@gmail.com

*Niterói/Nheteroia:Água escondida ,água oculta ou baia sinuosa em Tupi
*Tiririca :Erva daninha que se alastra com rapidez em Tupi
*Nhande Rú Ete : ”Nosso pai verdadeiro” para os Guarani

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Tds os descasos q a visão de uma evolução para o crescimento financeiro ou pessoal praticada contra as nações indigenas, faz-se relembrar de um passado muito presente em nós que vivemos a realidade do dia-dia de nossa aldeia, que a discrimição, preconceito, massacres continuam de uma forma tão transparente estampada na cara de tds, que nós nativos, tomamos em um lado da cara aq em tupinambá e lá nos parentes gurani no outro, e continua na Raposa Serra do Sol e assim sucessivamente… não paramos de sofrer por acões criminosas, sem moral ou respeito e nossas reações não é tão visivel para ter repercução como as ações deles, mas este momento delicado e critico das nações nativas deste país, já era esperado por Grandes Pajés e Grandes lideranças de nossos Povos, pois a reconquista dos territorios tradiçionas dos herdeiros de cada lugar estar chegando como é justo e de direito, mas chega por MERITO de cada nação acreditem meus parentes, e tbm é visivel Q SE NÃO VOLTAR PARA AS MÃOS E OS PÉS DOS VERDADEIROS DONOS, OS HOMENS COM SEUS DESCONTROLE PARA BUSCAR ESSA TRANSFORMÇÃO DO MUNDO IRÃO ACABAR COM TD Q É BELO E PERFEITO E AINDA EXISTE NA TERRA . A nossa Mãe terra GRITA por socorro e nós seus filhos,e como vimos dela a ouvimos em cada luta em busca de nosso objetivo que de se tornar fato. Em cada dia tbm notamos q unica militancia valida seria aquela nascida da liberdade de consciência, a militancia nascida do dever e da obediência é inimiga da transformação do mundo, como alguem algum dia desse aí.E nós vamos sempre por esse caminho forte aos olhos e com repaudo de nossas nações e fortes em nosso pai TUPÃ.
    Então parente parabéns pela materia e infelizmente é nossa realidade… e felizmente que muitos de nós estamos acordados para isso. força aos parentes Guarani e tds os outros parentes q passam situações ruins sempre.

    awere
    jaborandy yandê

  2. Parabens Renata!!!!

    Excelente cobertura jornalistica!!!!
    FEITA COM CORAÇÂO!!!!!!
    FEITA COM VERDADE SAGRADA!!!!

    Se prepare para ajudar na futura pagina de EtnoJornalismo…no ARCO DIGITAL!!!

  3. Tds os descasos q a visão de uma evolução para o crescimento financeiro ou pessoal praticada contra as nações indigenas, faz-se relembrar de um passado muito presente em nós que vivemos a realidade do dia-dia de nossa aldeia, que a discrimição, preconceito, massacres continuam de uma forma tão transparente estampada na cara de tds, que nós nativos, tomamos em um lado da cara aq em tupinambá e lá nos parentes gurani no outro, e continua na Raposa Serra do Sol e assim sucessivamente… não paramos de sofrer por acões criminosas, sem moral ou respeito e nossas reações não é tão visivel para ter repercução como as ações deles, mas este momento delicado e critico das nações nativas deste país, já era esperado por Grandes Pajés e Grandes lideranças de nossos Povos, pois a reconquista dos territorios tradiçionas dos herdeiros de cada lugar estar chegando como é justo e de direito, mas chega por MERITO de cada nação acreditem meus parentes, e tbm é visivel Q SE NÃO VOLTAR PARA AS MÃOS E OS PÉS DOS VERDADEIROS DONOS, OS HOMENS COM SEUS DESCONTROLE PARA BUSCAR ESSA TRANSFORMÇÃO DO MUNDO IRÃO ACABAR COM TD Q É BELO E PERFEITO E AINDA EXISTE NA TERRA . A nossa Mãe terra GRITA por socorro e nós seus filhos,e como vimos dela a ouvimos em cada luta em busca de nosso objetivo que de se tornar fato. Em cada dia tbm notamos q unica militancia valida seria aquela nascida da liberdade de consciência, a militancia nascida do dever e da obediência é inimiga da transformação do mundo, como alguem algum dia desse aí.E nós vamos sempre por esse caminho forte aos olhos e com repaudo de nossas nações e fortes em nosso pai TUPÃ.
    Então parente parabéns pela materia e infelizmente é nossa realidade… e felizmente que muitos de nós estamos acordados para isso. força aos parentes Guarani e tds os outros parentes q passam situações ruins sempre.

    awere
    jaborandy yandê

  4. Parente, excelente!!! Vc fala com coração e alma, em suas veias corre o mais latente dos nossos sentimentos, o amor pela vida. Lutar é preciso, não podemos mais ficar calados, amordaçados. É preciso gritar aos quatro cantos do mundo, que precisamos continuar com a nossa liberdade e felicidade, os artifícios usados pela cultura ocidental que promovem uma idéia falsa de prazer são armas mortíferas, que são usadas contra eles mesmos e concomitantemente atinge a todos nós. Que se levantem todos às Nações Indígenas, e mostrem o verdadeiro amor à Vida, e a Mãe Natureza. A sabedoria do nosso Povo é milenar, precisamos mostrar a modernidade que sempre estivemos certos, em viver harmoniosamente com o todo.

  5. Renata Tupinambá , realmente suas palavras neste texto , emocionam qquer um ,parabéns !!! Primeiramente devo dizer que é com satisfação e alegria que recebo esta notícia da reconstrução com força total da aldeia de Camboinhas – Niterói / RJ , e que como dizem : Depois da tempestade vem a bonanza !!! Que suas belas palavras , sejam como as profecias guaraní , tragam alívio , conforto e esperança de um futuro bem melhor que esta por vir !!! E cutuquem os corações daqueles insistem em não admitir a presença de vcs nesta terra e seus direitos !!!! Esta matéria enche de felicidade todos aqueles que torcem e lutam pela causa indígena !!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here