Desde 1994 uma grande, guerreira Pankararu Elisa Urbano Ramos, iniciou uma grande caminhada, por uma educação de qualidade, em seu povo. Ao passar em um concurso para professores, na cidade de Tacaratu – PE, participou pela primeira vez, de um seminário, sobre a educação escolar indígena, então ela começou a sua militância, no movimento escola indígena.
E em 1999 o Conselho Nacional de Educação, lançou uma proposta, de estadualização, das escolas indígenas do Brasil. Então em Pernambuco criamos COPIPE – Comissão de Professores Indígena em Pernambuco, cujo Elisa se tornou, um dos membros mais importantes, pelo seu conhecimento pedagógico, e por sua vontade insaciável, em busca de uma educação de qualidade, para os povos indígenas. E assim começaram a reivindicar, a o Governo de Pernambuco a Estadualização, das Escolas Indígenas, conforme dizia a lei em Agosto de 2002, a publicação saiu no diário oficial de Pernambuco.
As escolas indígenas, alcançaram varias estadualizações, mas o que considera de grande importância, foi à unidade administrativa, que nos deu um norte maior para, reivindicar nossos direitos.
Pensa para o futuro, das escolas indígenas, uma escola de qualidade no ensino, de aprendizagem nos valorizando, o ser Pankararu uma escola que caminha junto, com o crescimento do povo Pankararu.

Soraia Maria de Jesus.

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. A importância histórica da Professora Indigena Elisa Urbano Ramos pela Luta de seu povo, nos mostra uma líder com responsabilidde ética na busca de uma sociedade coletiva. Onde aponta com clareza a identidade indigena e o respeito a sua etnia.
    Nilton gomes coordenador de educação do campo- SEDUC-PE
    niltonambiental@hotmail.com

  2. Ok,querida Soraia.

    Sou uma representante do Povo Pankararu.
    Comecei a minha militancia no movimento indigena através da educação escolar.
    Hoje me sinto orgulhosa de ser uma guerreira na luta pelos direitos dos povos indigenas e a cada dia cresce a minha consciencia de que os movimentos sociais vencem os desafios e realizam suas conquistas através da organização.
    Penso que a nossa caminhada de militancia é uma jornada pesada, mas que se torna leve com a união e o espirito de coletividade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here