Nós somos a COEDIN, militantes que atuam em prol de uma Educação diferenciada e de qualidade. Exigindo dos Governos que respeitem a autonomia do povo indígena de formatar seu plano de Educação. Surgimos da deficiência dos Governos de nos dar uma Educação de qualidade, diferenciada e bilíngüe. A COEDIN abrolhou para ser a voz e o grito das comunidades excluídas no campo educacional. Desde 15 de novembro de 2005, que a COEDIN vem lutado para fazer da Educação escolar Pataxó, uma ferramenta pedagógica de luta e transformação das comunidades envolvidas. Pregamos e Ensinamos que a Educação é essencial para a libertação do nosso povo. Sem ela não vamos a canto nenhum.

Vale lembrar que a Educação sempre foi um ponto crucial para o povo Pataxó de Prado. Pois o grupo político que governou a Bahia por mais de 16 anos, nunca teve nem uma afinidade com as nossas comunidades. Durante todo esse tempo foi desenvolvida uma política educacional maléfica para os nossos educando. Os Governos da era ACM, não tinham uma linha de dialogo com as nossas comunidades. Que tinha de aceitar tudo que era imposto pelo Governo da época, de goela a baixo. O Governo ACM, não aceitava que o corpo técnico da Escola fosse composto por membros da comunidade. Para ser diretores, Secretários, Coordenadores eram preciso ser efetivo do Estado o que inviabilizava a administração das Escolas. Tornando um verdadeiro caos a administração Escolar.

Éramos e somos contratados pelo PST (Prestação de Serviço Temporário) um contrato leviano e inconstitucional, pois não se enquadra a categoria professor, que é uma categoria especial. Ao mesmo tempo inviabiliza o processo de educação. Porque esse contrato precisa ser renovado a cada três meses. Além de não dar nem uma seguridade social aos funcionários. Esse contrato tem que ser instinto imediatamente pelo o Governador: Jaques Wagner para o bem da Educação baiana. Esta política segregativa contra a Educação não pode mais continuar na era do Governo popular.

A COEDIN cobra do Governo Jaques Wagner a categoria Professor indígena. O curso superior para Professores que estão atuando em sala de aula. A criação do concurso público para os professores atuantes e não atuantes. A construção das Escolas no interior das aldeias. O fim dos contratos, REDA e o PST. E o imediato concurso público indígena.

A COEDIN torna público que esta atenta, acompanhado passo a passo os acontecimentos na Educação, tanto na esfera Estadual, quanto Federal. Não nos calaremos enquanto as nossas comunidades e Professores não tiverem uma educação vultosa a seu favor. COEDIN= A mão Amiga da Educação.

Professores da COEDIN

LEIA TAMBEM:
A COEDIN visita o Dep. Zilton Rocha autor do projeto que quer criar a carreira de professor e coordenador indígena na Bahia.

VEJA AQUI A TABELA DE HORÁRIOS DOS CHATS

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde, gostamos muito desse artigo no qual informa que a COEDIN está cobrando do governo a criação da categoria Professor Indígena. Se for possível, gostaria de receber mais informações sobre as ações da COEDIN – PRADO e sobre possíveis contatos para palestras, com o índio que está na foto do artigo Aldeias Conectadas, da revista A Rede, nº42 de Novembro de 2008.
    No aguardo de um breve retorno, agradecemos

    thanya correa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here