O que a saúde?
por Lian Pankararu – Wednesday, 22 November 2006, 15:21

Bem saúde para mim é esta bem fisicamente, porém ñ adianta o corpo está bem se o seu espirito ñ coresponde suas nessecidades.
Aqui em pankararu nossa saúde é tratada de forma natural porém a quimíca está presente no dia dia do nosso povo.Com um certo tempo nosso povo pankararu deixou de tratar sua saúde de forma natural para se dedicar a quimíca santa do branco, claro que sem dúvida nenhuma existe remédios muito bom para certos tratamentos.Fico muito triste em saber que nosso povo deixou de tratar seu filho gripado com um exelente melador preparardo por ele mesmo para espor seu filho a uma quimica que nem ele conhece.
porém é muito forte ainda o poder de cura com ervas medicinas aqui em pankararu.
Tânia silva ou lian pankararu!

Re: O que a saúde?
por Wesley de Souza Matos – Wednesday, 22 November 2006, 17:49

A saúde para mim é esta bem fisicamente e espiritualmente pois necessitamos.
Nois indigenas temos como principal farmacia as nossas matas mais também necessitamos de remedios farmaceuticos, pois hoje estamos vivendo diretamente com os brancos e com esta convivencia estamos pegando doênças que muitas vezes nâo conhecemos.
Na kariri-xoco nos utilizamos nossas ervas medicinais e já presenciamos casos inacreditaveis de curas, por isso nos lutamos para defender nossa mãe natureza.
Do que depende a saúde, principalmente indigena?

Re: O que a saúde?
por Sebastian Gerlic – Thursday, 23 November 2006, 01:41

Lian e Wasley…vejo como voces…
Me doe ver que muitos dos daberes tradicionais estao ficando em desuso porque a medicina branca esta INVANDINDO !
Me doe ouvir os indios se queixar de falta de medicamentos…. quando a verdadeira coisa a fazer e lutar pela terra, pelos rios, pelo respeito e pela autonomia de poder escolher seu proprio sistema de saude.
Vejo que cada vez visciam mais os indios ao sistema de saude halopata, capitalista, assistencialista….. HA DE A VER uma REVOLUCAO!!!! Chega!
VAMOS MUDAR ESTA HISTORIA! sebas

O que a saúde?
por maria Huebilú – Tuesday, 28 November 2006, 09:48

Creo que ya lo he dicho: Salud es tener un equilibrio fisico e espiritual. ¿que es un melador o un lambedor?, ¿un té?
A pesar de que el pueblo charrùa sufriò una progresiva aculturizaciòn contamos con la sabiduria de nuestras abuelas y abuelos que han ido transmitiendo los conocimientos.
Recuerdo a abuelas con parches de papa en las sienes, (rodajas sujetas con un pañuelo), para el dolor de cabeza.
Parches de dulce de membrillo, de carne para alimentar la mente.
Un gajito de ruda tras la oreja para el dolor de muelas.
Hacer un cigarro con romero y echar el humo en el oido para el dolor del mismo.
Para la conjuntivitis o como se llame lavarse los ojos con una infusiòn de manzanilla.
Emplasto con un yuyito que llamamos mercurio para las heridas, lo mismo la palma imperial.
El mercurio tambièn para desinflamar abscesos.
Presentar los niños a la abuela Guidaí o luna para que los cuide y los proteja. Quebrar el empacho a los niños.
Curarles el ojeo. Tecitos de manzanilla, de menta, de anìs, digestivos, para el dolor de barriga.
Hinojo para los niños cuando tienen gases.
Enterrar el ombligo del recien nacido para la Pachamama, (o guadarlo para que no se aleje nunca de su familia).
Curar el cobrero o culebrilla.
Tambien las abuelas atendian los partos, hasta hacer muy poco.
Los hermanos mapuches actuamente estàn recobrando la tradiciòn de las madres parir sobre mantas como lo hacia antiguente las mujeres charrúas.
Disculpen si he sido extensa, pero …. ¡hay tanto para decir!

Re: RESPOSTA
por Lian Pankararu – Tuesday, 28 November 2006, 16:27

sim wesley, sabemos que somos vitimas dos brancos de suas doênças, de fato precisamos de seus médicamentos pois as doenças vindas deles requer tratamento branco em muitos casos! porpém vc sabia que na maioria das vezes os brancos procuram nossas ervas para suas doenças que o seu remédio ñ curou lógico que ambos precisam de ajuda em determinasdos casos!
É emportate saber que somos vitimAS DE NOSSOS PECADOS MAS PODEMOS MUDAR ISSO É O CASO DE NOSSOS MEDICAMENTOS!!!

Re: O que a saúde?
por Ana Paz (Anita) – Thursday, 30 November 2006, 18:47

Meus queridos, ponho aqui uma matéria com André Fernando, que é da etnia Baniwa e atual vice-presidente da Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro (FOIRN), . Se voce clicar no nome baniwa em roxo, vai entrar no site do ISA e saber onde e como eles vivem…Baniwa
André comenta que, atualmente o reconhecimento e a valorização dos saberes indígenas passa não apenas pelos médicos e gestores na área de saúde, mas pelas próprios povos indígenas. “Entre nós hoje existem muitos que valorizam muito mais os produtos industrializados em vidrinhos. Isso se deve ao processo de colonização dos nossos povos, mas também as práticas dos profissionais de saúde, cuja formação acadêmica ignora a origem vegetal, animal e mineral desses remédios, e acaba por reforçar a discriminação contra os conhecimentos tradicionais”, acredita. Embora a Funasa tenha iniciativas que valorizam o conhecimento tradicional indígena, Fernando lamenta que não exista nenhuma iniciativa dessa natureza no Baixo, Médio e Alto Rio Negro. Critica também, a alta rotatividade dos profissionais de saúde da Funasa, que dificulta o estabelecimento de um diálogo efetivo entre medicina ocidental e tradicional. “O repasse irregular de recursos gera uma instabilidade no emprego de médicos e agentes de saúde. Quando avançamos no processo de diálogo, eles vão embora e chega um novo, ainda ‘cru’. Precisamos lembrar que a relação entre saberes pressupõe uma relação entre pessoas, cuja formação e experiência de vida são muito distintas. Isso leva tempo”, conclui. http://www.comciencia.br/noticias/2005/06/saude_indigena.htm

Re: O que a saúde?
por Ana Paz (Anita) – Thursday, 30 November 2006, 19:06

http://www.comciencia.br/noticias/2005/06/saude_indigena.htm
Medicina tradicional ainda tem pouco espaço nas políticas de saúde indígena
Há um esforço concentrado de alguns pesquisadores brasileiros em mostrar que as relações entre os dados biomédicos e as representações de doenças feitas pelas comunidades indígenas não é arbitrária, mas funda-se na observação exaustiva dos traços distintivos das doenças. Xamãs, curandeiras, pajés e benzedeiras elaboram um conhecimento classificatório e distinguem as enfermidades a partir de todo seu universo e entendimento. Dessa forma, os povos indígenas criam suas formas próprias de identificar, classificar e curar as doenças, ou seja, fazem uma verdadeira análise etiológica das doenças. Para Athias “o profissional médico precisa estar aberto a entender essas outras formas classificatórias da doença, outras etiologias, outros sistemas médicos. Mas isso passa pela valorização dos saberes que envolvem essas práticas e o reconhecimento, entre outros aspectos, de que não há uma medicina indígena, mas medicinas indígenas”. O antropólogo acredita que as possibilidades de diálogo entre o saber médico ocidental e o indígena passam pela valorização e reconhecimento da legitimidade e diferença dos conhecimentos dos povos indígenas. “O saber médico geralmente está voltado para o funcionamento do corpo biológico, já o saber tradicional indígena leva em consideração questões relacionadas ao corpo e fora do corpo, como o espírito”, exemplifica.
Leiam a reportagem completa no endereço acima….

Re: O que a saúde?
por Ana Paz (Anita) – Thursday, 30 November 2006, 19:40

María, um lambedor ou melador es uno expectorante caseiro, feito com hojas de hierbas e açucar ou miel, fervese no fuego, no és un té. Gracias por tantas informaciones importantes, voy traduzirlas ao portugues, para compartir con los parentes ( hermanos):

lambedor..ver le otro forum
por Sebastian Gerlic – Friday, 1 December 2006, 02:22
respondi sobre lambedor en el otro forum – de salud!

Re: O que a saúde?
por Ana Paz (Anita) – Friday, 1 December 2006, 10:27

Todos temos diversas formas de pensa sobre a saúde principalmente agora que estamos vivendo um estado critico pois o abandono dos nossos orgãos esta frequente e sofremos, pois alguns tipos de doênças necessita de cuidados maiores e este apoio esta cada vez mais dificil é necessario criar um programa que valourize mais nossas ervas medicinais e cubra esta falha da saude para que nois nao fique tao dependente destes orgãos. WESLEY

Re: O que a saúde?
por Ana Paz (Anita) – Friday, 1 December 2006, 10:30

Wesley,
Wesley,
Voce tem razão,muitos pesquisadores não índios buscam o conhecimento tradicional indígena, faltando aos próprios índios muitas vezes as condições de boas práticas e manejo dos medicamentos. Aí é onde penso que a parceria com os farmaceuticos poderia ser boa, especialmente dos que se dedicam ao estudo de fitoterapia. Parece que a FUNASA tem um trabalho com o VIGISUS que pode propor a parceria, vamos entrar no site da funasa e caçar ( como diz o Nenhety Kariri-Xocó) essa informação? No site do Ministerio do Meio ambiente, tem uma lei que protege os saberes tradicionais indígenas, vamos buscá-la também?

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Es tiempo de que hagamos un círculo sagrado con Abya Yala toda, y nos fortalescamos tomados muy fuertemente de las manos.
    Que todos seamos uno.
    Es tiempo de que tengamos nuestra propia farmacia natural, que no nos pase como con la anacahuita con su pimienta verde, como con la cajaguala o stevia y tantas otras variedades que las han patentado para su comercialización paises de occidente.
    Aprovechar plantas y árboles con propiedades medicinales, patentarlos como nuestros, difundir entre todos nosotros sus propiedades curativas y volver a la medicina sagrada de nuestros ancestros.
    Huebilú.

  2. Cada um de nós temos uma visão ded saúde, saúde é um dos bens de constante busca por nós seres humanos. Então a saúde tem sempre uma grandeza relativa a cada um de nós!!!

  3. Ter saúde é está bem fisicamente, espiritualmente,emocionalmente, se vivemos bem consigo mesmo e com o nosso meio, fazer o bem ao proxímo é ter saude ou seja td que fizermos em nossas vidas e trouxer bons frutos,se é natural pode-se dizer que vive-se em plena saúde!!

    Lian!!!

  4. Desde muito tempo a fitoterapia é empregada na humanidade. É um chá aqui, uma compressa lá… Chá de boldo para o estômago e maracujá para acalmar os nervos. É assim que todos usam e abusam das plantas que nos oferecem uma gama de propriedades medicinais. Hoje em dia, os fitoterápicos estão muito mais modernos e sofisticados. Podem vir em forma de chás, comprimidos, pomadas, entre outros. Além do que, os benefícios das plantas são cientificamente comprovados para que nada dê errado!

    http://www.herbarium.net

  5. Denise,
    Seu comentário é importante, saber a quantidade certa da planta a ser usada, se é em forma de chá, de banhos, de emplastro ou de unguento, se é infusão ou maceração no preparo das plantas curadoras é um saber que cada povo indígena tem desde antigamente. Muitos cientistas se apropriam desses saberes e conseguem a patente, sem sequer dividir os benefícios com quem ensinou.O ideal seria ajudar as aldeias a desenvolverem sua propria medicina tradicional, a manter suas hortas medicinais, a preparar as garrafadas e pomadas da maniera mais correta. lembro que foi bom quando o Ministério da Saúde ofereceu os kits para as parteiras tradicionais, e elas puderam fazer seu trabalho com mais higiene e segurança…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here