RELEMBRANDO A HISTÓRIA

Em 22 de abril de 1500, colonizadores portuguêses liderados por
Pedro Alvares Cabral, invadiram e se apossaram dessa nova terra
que veio a ser chamada de Brasil.

Aqui chegando, encontraram logo de inicio habitantes de outra nação:
Nossos parentes TUPINAMBÁ. Além de desconsiderar e de despresar os
habitantes, os colonizadores europeus praticaram atos crueis e
sanguinarios como a escravização dos indios e trouxeram doenças,
condenando a maioria dos parentes a morte.

A pratica do exterminio continuou ao longo do tempo. A ganância
pelas nossas terras aumentava com o passar dos séculos e com isso
prosseguia o massacre dos indios “remanescentes” de OLIVENÇA.

No dia 26 de setembro de 1937 aconteceu nas margens do rio cururupe
aqui em Ilhéus- sul da BAHIA, um grande massacre dos parentes
conhecido pelos mais velhos como:A REVOLTA DO CABOCLO MARCELINO.
Neste massacre foram mortos varios parentes, E NUMCA SE FEZ JUGAMENTO
PARA PUNIR OS CULPADOS.

O movimento que ficou conhecido como a REVOLTA DO CABOCLO MARCELINO,
começou em 1929,conforme se lê no texto extraido da dissertação de
mestrado da Prof Maria Hilda Paraíso.”OS INDIOS NA AREA DOS CORONÉIS
DO CACAU”:A construção da ponte sobre Rio cururupe teve reflexos
graves aos indios de olivença…A reação dos”caboclos” de olivença
terminou por se processar em 1929, sob o comando de Marcelino,liderança
TUPINAMBÁ na época.
Argumentando a nessecidade de recuperar as nossas terras perdidas,e
expulsarem os atuais ocupantes da ALDEIA.
A reação (das autoridades da época)foi imediata,e em novembro de 1929
uma caravana de praças e de inspetores de quarteirão deslocou-se para o
cururupe iniciando a repressão aos revoltosos…

E o governo covardemente instalou a linha Ilhéus-Olivença usando
caminhões como veículos.

ASSUMINDO COMPROMISSO

Diante do massacre do Rio cururupe,o qual ficou conhecido “mártirio”
de nós Tupinambá de olivença que hoje continua através da fome da
falta de terras para trabalhar,da ausência de politicas publicas
diferenciadas de educação,saude ,moradia e transporte,é que nós
Povo Tupinambá de Olivença convoca toda a população para estarmos
juntos no (domingo 24 de setembro),para dizer NÃO a tanta violência.

Índios e não-indios estarão juntos nesta peregrinação,para dizer SIM
ao projeto do Deus da vida que chama todos de filhos e filhas. Vamos
juntos glorificar o nome de Deus apoiando a nossa luta justa do Povo
Tupinambá de olivença pelo nosso reconhecimento étnico cultural e pela
demarcação de nossas terras.

Nestes seis anos de caminhda ao cururupe, deixamos marcas de um povo
que relembra um fato histórico de genocídio,buscando o cumprimento
dos seus diretos, mas que celebra a vida na esperança de um País melhor
e de uma sociedade mais justa.

Venha ser adubo na TERRA, onde nós TUPINAMBÁ possamos celebrar o DEUS
DA VIDA, com nosso “manto sagrado”. E que vivamos enquanto POVO TUPINAMBÁ
EM TERRAS TUPINAMBÁ.

AWERE!!!
VALDELICE AMARAL DE JESUS
CACIQUE TUPINAMBÁ DE OLIVENÇA
(JAMOPOTY)

POR: Jaborandy Tupinambá de Olivença

Comentários via Facebook
COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Fico feliz em saber que os meus parentes tem força e garra para lutar. Que tupã com a força do além possa estar presente nesta lut. Saiba que nunca é tarde para vencer. Daqui irei lutar em pesamento junto a vocês.Fique o forte e guerreiro Tupã.

  2. saiba que estarei presente em pensamento nessa luta e garra de vocês que o Guerreiro e vecedor Tupã esteja com vocês nesta batalha. Que Ele esteja sempre na frente para que as barreiras difíceis seja derrotadas. Tupã fique com vocês, um abraço da parenta que desreja a todos boa sorte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here